GALILEU - Software de Gestão Escolar

O Método Montessori e a sua contribuição na educação

Estimulando a autonomia e a independência da criança, o método Método Montessori foi criado e aperfeiçoado pela médica Maria Montessori, que trouxe a ciência da medicina para a educação.

É por isso que ela intitula sua pedagogia como pedagogia científica pois tudo o que tem nela possui um objetivo.

A educação Montessoriana têm crescido significativamente nos últimos anos aqui no Brasil, criando crianças com a liberdade de escolha para que se tornem adultos independentes e conscientes de si, sendo uma metodologia de ensino atemporal.

O que Montessori queria era formar cidadãos do mundo, construtores da paz, e foi assim que surgiram os pilares da educação Montessoriana:

  • Educação como Ciência: Investigar e compreender o comportamento das crianças;
  • Adulto preparado: É se autoconhecer e saber quais seus padrões limitantes para contribuir no desenvolvimento infantil. Assim, torna-se papel do adulto intervir somente quando for necessário;
  • Criança Equilibrada: É uma criança ativa, alegre, viva, uma criança equilibrada é aquela que está no seu centro. Porém, ela sabe que, quando precisa esperar e ter momentos de calma e de compartilhamento de algo com os colegas, ela faz;
  • Autoeducação: A criança deve aprender sozinha, sem grande interferência de adultos;
  • Educação Cósmica: Visar um mundo novo através da comunicação para a paz. Para Montessori, a paz não é a não guerra, mas sim a convivência e coabitação de todos os seres vivos e não vivos da terra para que juntos consigamos realizar algo diferente.

No ensino tradicional, educar é sinônimo de “transferir conhecimentos formais”. As aulas são planejadas para que o professor exponha uma quantidade pré-determinada de conceitos, regras e teorias aos alunos, que devem, então, memorizá-las.

Já no método Montessori, educar vai muito além de ensinar conteúdos prontos, englobando o desenvolvimento holístico da criança, que amadurece social, emocional e intelectualmente. Nele, a memorização de conteúdo é apenas uma das habilidades desenvolvidas e valorizadas.

Na escola infantil que aplica o método montessoriano, a aprendizagem não é padronizada e ocorre a partir das vivências de cada aluno, ativando a preparação do ambiente e cuidando meticulosamente do mesmo.

Isso ajuda a criança a estabelecer relações construtivas com ele, mostrando-a onde guardar objetos e demonstrando seu uso apropriado. Isso faz com que o papel do adulto seja realmente mais passivo (de observação e confiança) do que ativo (de intervenção e ensino).

Sabendo que são trabalhados aspectos sociais, ensinando por exemplo o contato respeitoso entre as pessoas e entre os humanos com a natureza, muitas escolas que carregam esse conceito com base têm uma ambientação com muito verde, às vezes com hortas e jardins.

Formas de Disciplina

Desde sempre, e provavelmente para sempre, o homem buscou espaços solitários, silenciosos e tranquilos para pensar. Montessori nos fala sobre isso quando descreve o Jogo do Silêncio.

A quietude e a solidão, a introspecção e a individualidade são fundamentais para as crianças muito pequenas. O trabalho delas, sabemos, é construir a si mesmas, e desenvolver dentro de si todo o aparato físico, emocional e psicológico para a interação social futura.

O castigo, muitas vezes imposto na forma do isolamento, chamado eufemisticamente de cantinho do pensamento é uma forma de opressão à criança das mais cruéis praticáveis por um adulto.

O cantinho do pensamento é um espaço, o único, onde não existe afeto. Não há materiais nem brinquedos, não há interação, música, não há mundo.

O primeiro passo de disciplina é parar a criança. Isso pode ser feito de qualquer maneira, mas devemos buscar a mais pacífica possível – quero dizer, a menos física: se você puder usar só palavras é melhor, se não puder, use o menos possível a contenção manual.

O segundo passo é mostrar que ela é amada, querida e respeitada: isso quer dizer sentar com os olhos na altura dos olhos dela, encostar-lhe gentilmente uma mão, falar baixo e falar de forma séria. O terceiro passo é conversar. (Salomão, Gabriel. Princípios de Montessori para Famílias e Outros Textos (p. 46). Lar Montessori.)

Simplicidade

O Método Montessori chegou em um sistema de pensamentos e ação de princípios gerais muito simples, possíveis de serem compreendidos por qualquer um. Essa foi a chave do seu sucesso.

O trabalho do ensino Montessori precisa ser internalizar algumas ideias que contraria, fundamentalmente a forma de pensar moderna, que é cada vez mais complexa.

Seja em casa, seja na escola, a Educação Montessoriana vem conquistando cada vez mais adeptos, entre pais e educadores. E você, já ouviu falar nesse método de ensino? Nos próximos artigos iremos comentar um pouco sobre os métodos Waldorf e Construtivista. 🚀📚

Comece uma transformação em sua escola

Mais eficiência, produtividade e economia de tempo e dinheiro

Faça uma avaliação gratuita. Não é necessário usar cartão de crédito.

GALILEU - Software de Gestão Escolar

Contato

Suporte: suporte@sistemagalileu.com.br

Telefone: (14) 3026-6468 / (14) 3026-4669

WhatsApp Comercial: (11) 93346-2927

Que bom ter você por aqui novamente!
Já estávamos com saudades 💚

Ficou alguma dúvida sobre o GALILEU?
Que tal bater um papo pelo WhatsApp?